O Filho Daquela Que Mais Brilha Capa.jpg

CLIQUE AQUI PARA COMPRAR

COM FRETE GRÁTIS PARA TODO BRASIL E PORTUGAL

PELA CHIADO BOOKS

PROMOÇÃO!!!

Disponível também em:

images.jpg
logo.png
livraria-da-travessa.png
livrariacultura.jpg
download.png
download.jpg
download (1).png
maxresdefault.jpg

O FILHO DAQUELA QUE MAIS BRILHA

A incrível saga do Quilombo dos Palmares no Novo Mundo

Vivendo em Israel, mas com raízes nordestinas, o autor Jp Santsil narra em seu romance de ficção histórica a incrível saga do Quilombo dos Palmares no Novo Mundo, e a trajetória de vida do seu líder Zumbi dos Palmares desde seu nascimento na N’gola N’janga (como era chamado o quilombo pelos descendentes africanos do antigo Congo), até a sua brutal morte nos sumidouros do atual Estado do Alagoas, assassinado pelo bandeirante paulista Domingos Jorge Velho.

 

A narrativa começa contando a história de um preto velho griot de nome Djeli, descendente dos antigos povos Mandês, os Mandinkas. Esse sábio ancião africano se torna o tutor espiritual e moral do jovem príncipe de Palmares, N’zambi. Quando este retorna ao quilombo após nove anos de sua captura por uma expedição portuguesa que incendiou boa parte desse refúgio dos negros escravizados no Novo Mundo.

 

O príncipe de Palmares, depois que retorna à N’gola N’janga, resolve viver junto ao preto velho Djeli. Pois sente em seu coração que poderia aprender muito da sua tradição africana, observando e escutando as ações e palavras deste ancião griot. Djeli vê em N’zambi o cumprimento de uma antiga profecia africana segundo a qual de tempos em tempos, no fim e no início de uma nova era, quando uma geração entra em caos, e o povo desta geração está em grande sofrimento e tamanha ignorância do Sagrado e Eterno Contínuo, surge um homem dotado de toda a força, o Grande Guerreiro que é o Filho Daquela Que Mais Brilha. E investe todos os seus esforços preparando o jovem N’zambi para ser esse grande guerreiro libertador.

 

A saga tem palco no período historicamente conhecido como Brasil Colonial, no Outeiro ou Serra da Barriga na antiga Capitania de Pernambuco, ou Nova Lusitânia, como era chamada pelos colonos portugueses, que compreendia os atuais estados de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Alagoas e a porção ocidental da Bahia. E nos conta uma história de amor e luta, esperança e liberdade, e crenças messiânicas em um período trágico da história brasileira.

 

Está obra retrata os fatos verídicos da época, envolta em uma bela e inteligente ficção imaginativa. Comprovando a sagacidade e habilidade do autor, que provavelmente mergulhou a fundo na história, revivendo e coligando os muitos personagens, ambientes e situações que vão além das paliçadas do Quilombo dos Palmares.

 

Embasada em sete anos de pesquisa com viagens a Lisboa e Amsterdam e, quatro anos de escrita. A seguinte obra de ficção histórica literária, questiona: O que há de engodo? E, o que há de verdade nessa história? Desmistificando relatos, ou até, mitificando fatos não só da história do Quilombo dos Palmares, seus líderes e oponentes, como, também, revelando segredos e mistérios ocultos da descoberta e fundação do Brasil. Que vai desde a Europa Medieval, a inquisição católica e o aculturamento dos judeus sefarditas em cristãos-novos, e seus movimentos criptojudeus libertários, até a África e os seus muitos originais impérios africanos, desembarcando em terras dos nativos e originais povos das florestas tropicais sul-americanas, classificados pejorica e ignorantemente, como: "índios", pelos cristãos ibéricos europeus. Relatando, também, a colonização espanhola e holandesa, em especial, a Capitania de Pernambuco.

 

Nenhum outro livro revela a fantasia que virou realidade, e a verdade que se transformou em engodo como este. Sendo um romance de ficção histórica, porém,  preservando 100% dos fatos, assim ditos, verídicos pelos historiadores. Revelando segredos acadêmicos, desmistificando os achismos e impressões dos muitos historiadores, como os seus objetivos e discursos manipulatórios. Também, desmascara a fantasia histórica criada pelos diversos movimentos de ativismo negro, em relação a Palmares e seus líderes, para embasar as suas causas e objetivos. Não procurando agradar nem a grego e, nem a troianos, nem a "pretos" e, nem a "brancos", mas buscando relatar um pouco de verdade histórica, sem manipulações partidárias.

Incluindo a tudo isso: muita poesia; filosofia; sabedorias práticas, suficientes, sustentáveis e permanentes do cotidiano e da natureza; além de muita cultura, ancestralidade e espiritualidade por parte do protagonista, o preto velho GRIOT, Djeli.

 

Obra indispensável não só para os brasileiros, como também para aqueles que querem entender esse grande holocausto humano que foi a escravidão nas Américas e seus processos abolicionistas. É também uma divertida forma de se ler a história, sendo romanceada, em que os personagens são vivos, falam e pensam, indo muito mais além dos livros acadêmicos, em que os historiadores relatam apenas ações, cujo esses mesmos personagens não são animados, mas cadáveres expostos nos museus das letras. Sendo, um documento animado, dramatizado e romantizado, sem partido, dando aos personagens emoção e vida.

 

Se quiserem não tão-somente entender, mas viver o que aconteceu no período colonial português, holandês e espanhol no Brasil, não deixem de ler esta incrível obra com que o autor Jp Santsil presenteou a humanidade, com:

 

O FILHO DAQUELA QUE MAIS BRILHA: A incrível saga do Quilombo dos Palmares no Novo Mundo.

De tempos em tempos, no fim e no início de uma nova era, quando uma geração entra em caos, e o povo desta geração está em grande sofrimento e tamanha ignorância do Sagrado e Eterno Contínuo, surge um homem dotado de toda a força, o Grande Guerreiro que é O FILHO DAQUELA QUE MAIS BRILHA.



 

Notícias sobre a Obra:

A Revista Conexão Literatura tornou-se um grande canal digital de entretenimento e informação para autores, leitores, editores, blogueiros e profissionais do meio literário e cultural. Veja a entrevista que o escritor Jp Santsil realizou para a Revista.  Acompanhe a resenha clicando na imagem abaixo:

Conexão Literária.JPG

Aqui uma excelente resenha crítica do livro: O FILHO DAQUELA QUE MAIS BRILHA, no Blog Listas Literárias que foi criado em Dezembro de 2009 e publica conteúdo relacionado a livros e literatura. O blog já ultrapassou a marca de 6 Milhões de visitantes, e atualmente recebe cerca de 65.000 visitas mensais de acordo com o Google Analytics. O blog é editado e administrado pelo Douglas Eralldo (Douglas Eralldo. Graduado licenciado do curso de Letras - Português e Respectivas Literaturas pela UFPEL, é leitor voraz, lendo cerca de 100 livros por ano. Em 2009 criou o blog Listas Literárias que neste período já alcançou mais de 3,5 milhões de leitores. Também publica contos e artigos na internet e têm publicado os livros Morgan: o único (Literata 2011) e O Titereiro dos Mortos (Literata 2013), além de ter participado de antologias e coletâneas de contos, poesias e prefácios de obras. Colabora com jornais locais e regionais e atualmente assina a coluna Contando Histórias no Jornal Destak de Pantano Grande - RS. Na literatura pesquisa e publica artigos na área de crítica social, literatura e sociedade.). Acompanhe a resenha clicando na imagem abaixo:

Listas_Leterárias.JPG

Joyce é Pedagoga, Artesã e aspirante à escritora, e, poeta (Bahia - Brasil), além de ser Resenhista no Blog Pedagoga Literária. Apresenta sua resenha para a Obra: O FILHO DAQUELA QUE MAIS BRILHA. Acompanhe a resenha clicando na imagem abaixo:

Pedagoga_Literária.JPG

Evandro mora em Barra Mansa – RJ, formado em Administração é criador do Blog Atraentemente. Acompanhe a resenha que ele fez para obra: O FILHO DAQUELA QUE MAIS BRILHA, clicando na imagem abaixo:

Atraentemente.JPG

Acompanhe também essa matéria que ele fez para o Autor Jp Santsil, clicando na imagem abaixo:

banner Atraentemente Books.png

Letícia Brito, escritora e formada em Fotografia. Nasceu em Paços de Ferreira em 1996. Formou-se em Fotografia e é apaixonada pelas Artes. Entre 2015 e 2017, ganhou dois prémios literários; o 1º Lugar no Concurso Nacional Geração Arte promovido pelo diário CM, e o Concurso Somos Mais Do Que Histórias, promovido pela Cordel D’ Prata, em novembro de 2017, com o conto «A Mulher Que Roubava Almas», uma história intensa sobre a violência à mulher. Publicou o seu primeiro romance “Nos Braços do Vagabundo”, em setembro de 2016 - muito acarinhado pelo psicólogo e professor universitário, Paulo Sargento dos Santos, que numa critica escreveu “gostaria muito de saber escrever tão bem sobre O(s) Amor(es) como o faz a jovem escritora" -, em setembro de 2018 publicou "O Dia Em Que Chegaste" e é coautora em diversas antologias poéticas. Compôs ainda letras para artistas do mundo da música. Redigiu crónicas para a "Capazes" e para a revista digital "Elefante de Papel". Atingiu mais de 150 mil leituras no seu blogue pessoal, "Minha Querida Isabel", onde regularmente partilha criticas literárias. Atualmente, é cronista no “Jornal Aberto” e na “Gazeta de Paços de Ferreira”, bem como, contadora de histórias no jornal “A Tribuna Pacense” com mais de 40 contos publicados e cronista na revista digital "Repórter Sombra". A autora tem uma escrita irreverente, dramática, intimista e sobretudo romântica. Abordando desde temas como a política, a sociedade à impressibilidade do amor. Gere uma página pessoal de Facebook que conta com mais de 12 500 seguidores. Acompanhe a resenha que ela fez para obra: O FILHO DAQUELA QUE MAIS BRILHA, clicando na imagem abaixo:

Minha Querida Isabel.JPG

Acompanhe também essa entrevista que ela fez para o Autor Jp Santsil, clicando na imagem abaixo:

Anotação 2019-08-23 084909.jpg

Grazielle é mineira, apaixonada por literatura e compulsiva em ler livros. Criadora do Blog Adoro Um Livro, fez uma resenha para obra: O FILHO DAQUELA QUE MAIS BRILHA. Acompanhe a resenha clicando na imagem abaixo:

Adoro um Livro.JPG

BookTubers - Resenhas

Veja acima a resenha no Canal do Youtube da Onivid Silva

Veja acima a resenha no Canal Mundo dos livros da Rose Pynk